Profissão do Futuro: Como é a carreira de um Consultor ERP? O Consultor ERP faz o que?

Quantas pesSYSTIMA EDUCACAO - BlogPost Persona Rodrigosoas você conhece que trabalham, estão satisfeitos na carreira e ganham muito bem?
 

“Rodrigo tem 42 anos e era dono de uma empresa e tinha uma empresa de projetos de infraestrutura de redes. Depois de 12 anos de trabalho duro, teve que fechar.”  

Armando era dono de restaurante e como muitos do segmento, fechou as portas com a pandemia e de casa mesmo, atendia a delivery, estava indo razoavelmente bem.
 
SYSTIMA EDUCACAO - BlogPost Persona Armando
O que ambos, Rodrigo e Armando têm em comum?
 
Eles conhecem pessoas que atuam com consultoria de sistemas, ou “informática” como costuma dizer Armando e se perguntam: Consultor ERP – O que faz? Como é essa profissão? 
Esse é um artigo que contém a experiência de quem capacita e forma consultores de implantação de sistemas de gestão ERP há mais de 20 anos e no final, vai te ajudar a entender Como é a Carreira de um Consultor ERP? O Consultor ERP faz o que?
 
Pessoas como Armando, Rodrigo, assim como você compreenderem a carreira e essa profissão, primeiro pensei em reunir em grupos, as atividades do consultor de implantação ERP, que são:
  1. Levantamentos:
  • Levantamento técnico: Análise de Aderência do ERP aos processos e procedimentos da empresa, em cada departamento/área: simplesmente é como vestir uma roupa: serve? Precisa de ajuste? Quais ajustes?
  • Especificidades do cliente: Dos ajustes a serem efetuados, quais, como, quando, é basicamente um SMART + 5W2H (cada metodologia de implantação tem o seu modo de fazer isso), mas simplesmente é responder o que, pra que, por que, quando, quanto, etc.
  • Desenha Projetos de TD para adequações ao cenário tecnológico do cliente: dentre as soluções do ERP e as tecnologias que se integram a ele (orbitam), quais serão as mais apropriadas no curto, médio e longo prazos? Exemplo prático: o whatsapp ajuda o Armando a receber os pedidos. Assim que aceitar pagamentos, ficará muito mais fácil. Antes, precisava lançar no Excel. Em breve, você ouvirá ERP´s que se integram ao whatsapp, tanto para o atendimento de pedidos, como pagamentos
  • Levantamentos CNAB: quais os bancos que a empresa tem conta e qual a configuração necessária para o ERP receber, pagar e conferir os extratos – banco a banco
  • Levantamento de rollouts futuros: das atualizações de versão, classifica:
    • Obrigatório,  Recomendado e Ideal
    • Definir prioridades entre aqueles ajustes para adaptação de todos, etc
  • Documentação: documenta os levantamentos, atualiza os cronogramas de atividades executadas e pendentes, desenvolve materiais de apresentação e treinamentos
Configurações no sistema
  • Parametrizar o sistema conforme o cliente x regras mercado em cada área/departamento e suas rotinas e funções: Ajusta a alíquota de ISS para o Município em que vai ser implantado o sistema numa empresa que presta serviços nessa Cidade, pois o sistema entende 5%, como padrão
  • Remover/ajustar e ordenar/agrupar campos dos dicionários de dados, tabelas e atualizar helps: deixa os formulários do sistema de acordo com o que o usuário deverá preencher, mas mais enxuto possível
  • Adequa as Rotinas de menu x função do usuário: para também limpar e deixar os processos mais fluídos
  • Adequar senhas do sistema e acessos à LGPD
  • Mashups e envio de e-mails automáticos: são ferramentas que facilitam digitação e fluxo dos processos, automatizando ainda mais as tarefas dos usuários
  • Registrar os Usuários e perfis, Rastreabilidade de usuários, log, etc.: Cada cargo/função definem papéis, responsabilidades e com esses, os acessos e níveis de acesso ao sistema, que devem se relacionar/vincular. Isso porque não só restringe um usuário a ter acesso a rotinas que fujam à sua alçada e campos que ele não deve visualizar, como contribuem, de certo modo, pela navegabilidade do sistema, junto com as configurações do menu.
  • Configurações CNAB: depois que identificar os manuais de cada banco e a lista das contas correntes e outras contas da empresa, você também vai “aderir” cada conta bancária, às exigências do padrão CNAB de cada banco
  • SPED/e-social: Nossa Legislação tributária é complexa e burocrática. O papel do consultor de implantação é garantir que os usuários possam preparar e transmitir um documento eletrônico, até cumprir com as exigências fiscais, contábeis e trabalhistas.
  1. Treinamentos
  • Padrão do sistema ERP: operação e funcionalidades, contextualização de toda a organização
  • Protótipo: trata-se da rotina a ser testada e validada, conforme o negócio
  • Reciclagem do Key User
    • Plano de capacitação continuado junto ao RH**
    • Desenvolvimento de apostilas e materiais de treinamento

 

  1. Testes
  • Testar todas as operações da organização/empresa, no sistema no ambiente de atualização/desenvolvimento, para aplicar aos ambientes de produção
  • Testar fechamentos, como: Folha, Estoque/Custos, Fiscal e Contábil
  • Preparar testes com as ferramentas de robô/testes que o ERP disponibilizar** 
** Pode requerer conhecimento específico em linguagem de programação/algumas empresas de software, possuem esses “robôs” de testes acoplados à solução ERP
  1. Virada de Chave
  • Disponibilizar o sistema Produção
  • Simulações
  • Monitorar/acompanhar
  • Backups
 
  1. CONSTRUIR EVOLUÇÃO DO CLIENTE
  • Atualizações do sistema: acompanhar a eficiência do uso do ERP e propor melhorias em períodos específicos (se autônomo); se tiver um coordenador, ele cuidará dessa atividade
  • Evolução continuada do uso do sistema (recomendado x obrigatório x ideal): relacionar e acompanhar
  • Novas etapas (“rollouts“) de implantação: administrar
  • Novos módulos e recursos, monitoramento dos atuais
  • Evoluir na Transformação Digital: e-commerce, ECM, GED, BI, mobile, etc.
 
7. Customizações
  • Desenvolver específicos: Da análise de aderência, surgem as necessidades de desenvolvimento de específicos, desde relatórios, consultas, dashboards a rotinas e inúmeras rotinas que complementam determinados módulos
  • Gatilhos
  • Criação de Campos, tabelas e helps
  • Criação de tabelas (antigos arquivos) específicos
  • Ajustes da visibilidade dos campos, etc
Essas atividades variam de acordo com o tipo de projeto de implantação de ERP e fazem parte do seu dia a dia. 
Além disso:
 
  • A sua agenda determina os clientes e projetos que vai fazer parte
  • No passado, você de deslocava ao cliente e o remoto era exceção
  • Atualmente, os atendimentos podem ser remotos, pois os clientes estão migrando para a nuvem
  • Preenche a documentação do projeto, a OS
 
Na Carreira do Consultor ERP, que tal uma situação de exemplo e para aproveitar que você tenha uma referência essencial e que definirá o seu nível de atendimento aos clientes, a respeito da diferença entre “resolver”, resolver e solucionar, ok?
 
Assim, tenha em mente qual o CHÁ do Consultor ERP de mentalidade Nota1000, para você traçar a sua estratégia de diferencial competitivo que adotará nessa carreira e que é:
Crie a sua estratégia para conquistar todas essas habilidade e mais ainda

O Consultor de ERP faz o que na rotina diária x nível de atendimento/atenção que entrega aos seus clientes:

“Resolver”:
 
Apresentou um erro na nota de entrada e não foi feito o crédito de determinado imposto, você:
a) percorre as tabelas de itens de entrada e localiza o item que não teve o crédito gerado
b) localiza os campos de valores e calcula o crédito na mão e insere esses valores nos campos (colunas) certas (em outra linguagem – “chumbar” os valores)
c) refaz o reprocessamento de custo de entrada
d) refaz a contabilização do produto
e) verifica kardex do item para checar o custo de entrada
f) verifica os lançamentos do imposto e confere a movimentação contábil do produto
 
Você teve bastante trabalho, só que apenas e tão somente ajustou uma situação pontual e pode até sair como o “herói do dia”, mas não solucionou
Resolver:
Todas acima
g) verifica se há um erro de cadastro, que pode ser na configuração do imposto, ou no produto, ou em ambos e juntamente com o assistente fiscal, acertam as informações
 
Soluciona:
 
h) vai verificar o motivo, se tem parametrização
i) se for cadastro, já sabemos que é falha, então corrige e verifica se há outros itens de estoque que podem ocasionar o mesmo erro
j) notifica o gerente do projeto (a TI) e os usuários chave do ocorrido
l) identifica junto a todos a viabilidade de um treinamento/capacitação, para evitar novos erros e entregar essa resolução para os usuários
 
As vantagens de solucionar x “resolver”
  1. Você entrega a autonomia do sistema a quem de direito: os usuários chave
  2. Você usará o seu conhecimento com o que realmente importa, identificando oportunidades escondidas para melhoria dos processos do cliente
  3. Você poderá sugerir a criação de indicadores que mostram ao cliente verdades, incluindo um melhor gerenciamento de impostos
  4. Conquista a credibilidade do cliente e não ganha um cliente que depende de você
 
Há empresas e gerentes de projetos que já compreenderam que o melhor custo/benefício da tecnologia dos sistemas de gestão ERP, é ter os usuários chave bem qualificados e aí, consultores 24h/dia. Por essa razão a Systima Educação tem a Formação de Usuário Chave por áreas.
 
Quando os clientes identificarem que apenas para questões pontuais como correção de impostos passarem a ser de responsabilidade dos usuários e esses tiverem a capacitação apropriada, o “resolver” ficará muito mal visto!
 
O Consultor Nota1000 já enxerga isso e aproveita-se, no bom sentido, olhando justamente para o Solucionar, que é não só identificar e corrigir um simples erro de ponta a ponta, mas com sugestões de melhorias e até com uma “pitada” de consultoria tributária. Entendeu?
 
Na Qualidade ISO 9000 ações contingentes, preventivas e preditivas e não quero condenar as ações de contingência. Pelo contrário: ações de contingência podem ser o que o momento requer.
 
Nunca deixe de compreender o “onde estou, onde vou”! Tanto na carreira de Consultor ERP, quanto na Vida e o seu significado. A cada atividade do dia ou necessidade de um específico, faça uma pausa e siga os modelos SMART ou 5W2H: por que, para que, quem, o que, quanto, quando!
 
Tenha claro um ciclo de PDCA – Plan, Do, Check, Act adequado para cada caso.
Você já entendeu o que faz um Consultor ERP no dia a dia? 
 
Ele sabe ser proativo e ser o próprio usuário e pensar como ele e também ser consultor, nos momentos em que “resolver”, resolver e solucionar farão de você esse
 
“Consultor Nota1000”, que não só se importa com o cliente, mas que constrói dia após dia o seu próprio diferencial e portfolio de soluções.
 
Acredito que jamais faltarão oportunidades a esse nível de atendimento de consultoria e, que poderá ter uma escala de ganho financeiro muito maior em $, já que constituirão um tipo de prestação de serviço mais assertivo e completo: já existem as mais diversas plataformas de produção 4.0, de integração de CRM com o ERP, de loja física a e-commerce: então, fique longe dos “ms-baca”, no “resolver” para ser o herói-vilão!
 
Além do mais, as tabelas de um ERP podem ser tantas, que ao se “esquecer” de uma única, só nesse caso, você prejudicará Bloco k, Bloco H e muitas outras “coisas” que serão “empurradas” lá pra frente!
 
Escrever esse artigo mostrou o quanto foi difícil “descolar” a rotina diária do consultor de como é a carreira de um Consultor ERP:
Em compensação, acredito que consolidei tudo o que o Consultor ERP faz, para te passar que a carreira, com base nas competências requeridas do CHÀ do Consultor, você já entendeu que leva tempo até você chegar a ser Nota 1000 e como é a carreira de um consultor ERP.
 
Sem um plano para você ter uma carreira de sucesso, você estará num nivelamento em que  há mais dificuldade de alocar você por já haver muita disponibilidade de mão-de-obra de nível médio no mercado, além de brigar pelo preço/hora.
 
Por isso falei das atividades, do CHÁ do Consultor Nota1000 para você começar certo.
 
Desvendar os sistemas mais robustos e abrangentes deve ser a sua base:
 
  • Competência técnica (regras de negócio, noções de contabilidade),
  • Competências no uso da tecnologias
 
Quais as habilidades que eu preciso para atuar na Carreira de Um Consultor ERP:
 
Se você se pergunta, como o Armando e como o Rodrigo descobriram se isso tudo é para eles, quem sabe o Canvas de Talentos pode te ajudar a saber quais as lacunas de competências para abraçar a carreira de consultor ERP (confrontar o você já sabe x o que o Consultor ERP faz).

Se você quiser começar e não tem ideia, recomendo este livro, que traz uma forma de conversar com você mesmo, bem no seu interior e avaliar tudo o que for relevante pra você.
 
As habilidades que você viu no CHÁ do Consultor ERP são essenciais, principalmente com a lista gigante de atividades, conhecimento e ferramentas necessárias a cumprir com todos aqueles requisitos.
 
Olha o Fábio no Canvas de Talentos:
Se você quiser um Canvas de Talentos em branco, deixa nos comentários o seu e-mail, que enviamos não só ele, mas uma análise SWOT para você preencher
Nas Academias ERP da Systima Educação, você tem uma mentoria para aprender a usar o Canvas de Talentos, mas é bem simples: use o canvas em branco e coloque com post it´s, todas as suas habilidades e competências: você conhece Contabilidade? Insira essa informação no campo “Competências Técnicas, Processos e Regras de Negócio”
 
Para quê a análise SWOT?
 
Ela permite que você tenha uma visão global sobre pontos fortes e fracos para alcançar o que deseja e não conflitar com a dedicação de tempo e financeira que você precisará ter para abraçar a carreira de consultor.
 
Vou te dar um exemplo:
 
Vamos supor que você deseja em 05 anos viver no Canadá com a sua família, mas para as despesas tem que guardar R$ 60.000,00. Essa é uma oportunidade e você vai preencher a SWOT na coluna apropriada com essa informação. Contudo, a sobra para investir em uma aplicação e poder realizar este sonho é de R$ 3.000,00/mês – se você tiver que pagar R$ 5.000,00 e saber que tem R$ 30.000,00 para bancar despesas por 6 meses e ficar então “zerado”, a qual projeto dará prioridade? Pode ser uma ameaça gastar esses R$ 5.000,00:
Coloque na SWOT objetivos e sonhos, bem como os pontos a favor e contra para realizá-los e definir quais as suas prioridades – a SWOT te ajuda a isso
Recomendo que de base nisso, elabore o seu Canvas de Talentos e inserir quais habilidades e competências já possui e quais precisa adquirir: traçar sua trilha vencedora e agir.
 
Duas dicas que impedem você de fracassar nesse mercado:
 
  • “Se o cliente está usando planilhas em lugar do sistema, é sua  responsabilidade: aderência do sistema aos processos do cliente”
  • Propor melhorias: como está a usabilidade do sistema: as operações recomendadas e ideais estão nos planos da empresa?
 
Da Carreira de Consultor Nota 1000
 
O que mais você vai agregar ao seu mapa de competências (Canvas de Talentos) para essa carreira ter o sucesso dos seus amigos e parentes como consultor ERP?
 
  • Desenvolver dashboards com alguma ferramenta tecnológica?
  • Agregar novas ferramentas como plataformas de e-commerce?
  • ???
 
Em cinco anos e muita dedicação, você poderá ser líder ou coordenador de projetos (se dominar as práticas do PMBok e ferramentas ágeis: (o mapa Kanban, do andamento da implantação é uma ferramenta muito eficiente) -link com o post.
 
Concluindo:
 
Estabelecer as estratégias de aprendizagem é fundamental para esse desenvolvimento tão necessário em todas as carreiras e profissões.
 
A Systima Educação possui trilhas de formação no sistema de gestão e processos gerenciais, com foco na sua carreira:
 
  • Academias ERP
  • Oficinas ERP
  • Formação de Usuário Chave
  • Gestor Ágil
  • Zero to Hero ADVPL
 
Além de cursos rápidos, avaliações e mentorias que ajudam a traçar uma Carreira de destaque no mercado.
 
Aprenda os processos gerenciais de uma organização e um sistema de gestão ERP ao mesmo tempo. Fique por dentro da nossa programação!
 
Quer saber mais?
 
Baixe o Guia Prático o que É ERP: ideal para quem quer ser Consultor ERP ou Usuário Chave